Feliz 2015!

A Basílica Nossa Senhora do Carmo de Campinas é a comunidade católica mais antiga da cidade. Foi a primeira igreja erigida aqui, no século XVIII, em torno da qual Campinas cresceu. Antônio Francisco Barreto Leme, bandeirante fundador da cidade, está sepultado na Basílica. Por essas razões todas, o Carmo de Campinas é uma referência histórica de grande importância, conhecida como “a mais campineira de todas as igrejas”.

O título de Basílica veio na década de 1970. A rigor, “Basílica” é a comunidade religiosa que, numa cidade, representa o Vaticano e todas as tradições do catolicismo. Há várias exigências a serem cumpridas para que dada comunidade receba tal título. Entre elas, está a necessidade de se possuir um coro litúrgico.

Cônego Pedro Cipolini, pároco e reitor da Basílica por dez anos, criou o Coral “Vozes do Carmo” no ano de 2009, confiando sua regência ao organista Júlio Amstalden, que o dirige desde então.

O “Vozes do Carmo” atua duas vezes por mês nas missas dominicais das 10h00, bem como nas grandes celebrações, como o Ciclo Pascal e Natal. O coro sempre é acompanhado pelo órgão de tubos Tamburini, um dos poucos da cidade e de grande beleza sonora. Os ensaios ocorrem aos sábados, das 09h00 às 11h30. Há ensaios de naipes individuais às quartas feiras, às 19h00. Atualmente, o grupo conta com um número reduzido de cantores e procura aumentá-lo.

Neste início de ano, gostaríamos de convidar todos aqueles que se interessam em cantar em coro a fazer parte do grupo. Não é necessário conhecimento musical prévio, mas é uma habilidade muito bem vinda. O principal pré-requisito é possuir boa afinação e percepção. Atualmente, a principal carência do grupo é por vozes masculinas, mais especificamente por baixos.


O “Vozes do Carmo” estará em recesso no mês de janeiro, retomando suas atividades em fevereiro. Os interessados devem passar por um teste de seleção no dia 07/02/2015, às 11h30.

Desejamos a todos um feliz ano de 2015!